terça-feira, 31 de julho de 2012

Sinte defende convocação de concursados

7/07/2012 Estado

A assessoria jurídica do Sinte vai ingressar com ação judicial contra o Estado porque o Governo não está convocando os aprovados no último concurso. Enquanto isso, foram renovados 1.254 contratos entre os dias 20 e 24. Os contratos serão válidos por um ano.

Para a coordenadora geral do Sinte, Fátima Cardoso, o Governo está ferindo o direito de quem foi classificado na seleção. “A administração está interiorizando sua política de terceirização e rumando à política de privatização. Não se trata de ameaça ou de esquizofrenia deste Sindicato trata-se de medidas do governo que anunciam este caminho”, afirmou a dirigente.
A direção do Sinte defende que a estruturação dos serviços públicos deve ser feita com quadro efetivo, mas o Governo Rosalba tem demonstrado que o Estado mínimo – forma de administração adotada pela gestora - leva a sua população ao desemprego e não dá a sustentabilidade esperada.
“A nossa luta segue na linha de frente. O primeiro passo foi dado: estamos pressionando para se fazer as convocações. O segundo passo será buscar a justiça. Esperamos que assim se promova justiça a quem estudou e se debruçou horas e horas para conseguir sua aprovação neste concurso”, disse a sindicalista.