sábado, 19 de janeiro de 2013

RESULTADO DA ASSEMBLÉIA

Foi exposto para os presentes a situação de caos administrativo deixada pela anterior gestão do EX-prefeito Carlinhos;
O referido caos administrativo, que incide violentamente sobre a educação municipal, inviabiliza o pagamento dos salários atrasados (novembro, dezembro e 13º salário) a princípio, porque seria necessária uma verba milionária para quitar o débito com os profissionais da educação. 
Apesar da decisão judicial a nosso favor, Odilon, advogado do SINTE-RN, reconheceu a aludida impossibilidade de pagamento à vista desses salários, e pontuou ainda sobre a possibilidade de uma inviabilidade administrativa de toda a gestão municipal, caso a juíza da comarca de Santa Cruz determinasse o bloqueio de todas as contas do município. 
Reconhecemos que o atual gestor não tem culpa pelo descaso administrativo pretérito, e que o esforços no sentido de pagar os salários em atraso já estão sendo sinalizados. 
O prefeito Alessandro reconheceu o direito legítimo, líquido e certo da categoria e que a decisão judicial é justíssima, porém, se esta decisão determinar o bloqueio de todas as contas do município, todos os outros importantes setores irão parar literalmente: saúde, obras e assistência social.
Infelizmente, é curioso e até mesmo problemático dizer que o destino da gestão do município está nas mãos dos professores e que para reverter tal quadro seria preciso sugerir a juíza que parasse o andamento do processo pelo prazo de 40 dias para que uma solução pragmática de pagamento dos atrasados fosse elaborada pela prefeitura.
DECISÃO DA ASSEMBLÉIA: ficou acordado entre categoria e prefeitura o compromisso de pedir pela pausa no processo pelo prazo de 40 dias, até que nos seja apresentada, concretamente, a forma de pagamento dos salários em atraso.